Desenvolvimento Econômico: a hora do upgrade.

Vivemos um Período ímpar em nossa história. A grande confluência de investimentos e empreendimentos em curso no nosso pais, no nordeste e em especial em nosso estado, fazem desse momento algo a ser memoravelmente festejado. Ponto. Ponto para ser rápido o entusiasmo e o ânimo festivo e nos apropriarmos desse momento para que possamos dar mais ênfase a continuidade desse momento e aproveitando o impulso, possamos agora sim, planejarmos melhor o futuro e as garantias de que esse momento é sim a pedra fundamental de sustentação de um ciclo virtuoso longevo.

Não vou elencar e citar os inúmeros empreendimentos e investimentos já tão citados e muito bem citados. Louvemos a eles. Mas, que tal abrirmos discussões propositivas para o hasteamento de novas bandeiras?.

Vivemos em uma época de economia dinâmica e diversificada e é nesse ponto que provoco construtivamente o debate do bem. Caruaru reúne hoje as mais diversas condições para acreditarmos que aqui podemos implantar um centro de desenvolvimento de Tecnologia da Informação. Uma ampliação do que já podemos chamar de Pólo de Conhecimento do Agreste, sim, pois com tantas instituições de ensino em todos os níveis, em especial as de nível superior, com cursos de graduação, pós-graduação e na eminência de cursos de mestrado, podemos sim instituir que o Agreste de Pernambuco tem em Caruaru um Pólo de Conhecimento.

Implantar através das entidades de ensino um Pólo que possa atrair empresas do setor, e que possa encubar novas empresas na área de TI, será um marco para o desenvolvimento econômico não só do Agreste, como de Pernambuco como um todo. Será a possibilidade de ampliar nosso mix econômico de forma moderna, democrática e inclusiva.

Vejamos casos mais distantes como o da Índia, e casos mais próximos como o de Campina Grande, co irmã paraibana. O desenvolvimento de produtos e serviços neste setor, conta com as benesses naturais do segmento: não depende de variações climáticas, não existem fronteiras mercadológicas e não limita a capacidade de absorção de mão de obra. Na época em que vivemos, nada tem maior valor tangível do que o conhecimento.

Nossa configuração sócio econômica é hoje diversificada nos moldes da economia tradicional. Porém Caruaru pode e deve pensar a frente do seu tempo. Pode e deve promover um upgrade no desenvolvimento da região e de Pernambuco.

Anúncios

Sobre Jackson Carvalho
Sou um apaixonado pela fotografia; um amante da vida; um enamorado pela publicidade; encantado com a criatividade; um adorador do mundo;

3 Responses to Desenvolvimento Econômico: a hora do upgrade.

  1. Osório Chalegre says:

    Ótimo artigo. Entendo que para além da importância da chamada ‘sulanca’ e do pólo de confecções Caruaru tem que alargar seus horizontes para novas possibilidades de crescimento econômico, principalmente na área de serviços e de alta tecnologia. Taí um grande desafio para todos nós.

    • Amigo Osório, obrigado pela visita, pela leitura e pelo comentário. Espero ter agradado com a proposta do blog. Abraço

      • Concordo plenamente, Caruaru não só pode, mais do que isso, deve seguir nessa direção para imprimir na consciência de seu povo um sentimento menos provinciano e mais cosmopolita. Para quem já fez do barro arte, fazer do material humano fonte de exportação de saber é fichinha. Basta querer!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: