Estamos Conectados

O Mundo fala em globalização. No centro de poder político do nosso estado fala-se em interiorização. Vamos ousar e falar em universalização. É assim que podemos encarar o processo de desenvolvimento que se vive hoje no agreste de Pernambuco. O acesso a informação, a contribuição para a evolução na forma de pensar, de empreender, de desafiar, na forma de criar e de se comunicar. Estamos conectados.  Feita essa breve introdução, falemos especificamente do nosso mercado no Agreste do Estado, e de como Caruaru assumiu seu papel de locomotiva do desenvolvimento nessa importante região.

Tradicionalmente conhecida pelo seu enorme potencial cultural, Caruaru vive um momento econômico ímpar na sua história. Sua vocação nata de entreposto comercial, ganha vigor lastreada pelo conhecimento e pelo investimento em grandes empreendimentos. Setores como a construção civil, serviços hospitalares, centros comerciais, indústrias e instituições de ensino públicas e privadas, se destacam no cenário que a todo instante se modifica em face a incessante verticalização que hoje se vê em todos os lados.

Nesse comboio, a comunicação vai a reboque desta pujante locomotiva. Invertendo o processo que já foi natural, algumas agências da terra da patativa prospectam contas no litoral e outras inclusive já atendem contas na costa do atlântico, isso mesmo, em Recife, a nossa “capital”.

As barreiras que um dia separaram o interior e a capital, hoje se transformaram em elo estruturador de ligação. Estruturadas, com profissionais de formação acadêmica, e que foram colocados no mercado por nossas próprias faculdades. Hoje já é possível ver o início de inversão na atratividade de profissionais, que em busca de melhoria na qualidade de vida, trocam a vida tumultuada da capital, pela vida menos estressante da “capital” agrestina. Com investimentos em recursos técnicos, infraestrutura e recursos humanos, as empresas de comunicação do agreste, agencias, veículos e fornecedores, estão em franco processo de “universalização”.

Neste processo é importante citar o bom trabalho que vem sendo desenvolvido pelas instituições setoriais, no caso da Comunicação a busca de diálogo através da camara Setorial da Comunicação da ACIC, do bom trabalho realizado pelo SINAPRO e agora também com a nossa participação na diretoria do capítulo Pernambuco da ABAP. Estamos buscando ouvir sempre, mas agora também podemos falar. É a mão dupla da comunicação. Estamos sim conectados. Viva a universalização.

Anúncios

Sobre Jackson Carvalho
Sou um apaixonado pela fotografia; um amante da vida; um enamorado pela publicidade; encantado com a criatividade; um adorador do mundo;

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: